Categoria:

Conheça as 22 empresas brasileiras que podem ter seu IPO ainda em 2021!

Compartilhe nas redes sociais
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

IPO é a sigla para Oferta Pública Inicial, um procedimento de inscrição de uma empresa na Bolsa de Valores. Em 2021, diversas empresas estão na fila de espera para serem listadas na B3. Descubra no artigo quais são elas e saiba ainda quais são as duas empresas brasileiras que terão seu IPO em bolsas estrangeiras ainda esse ano!

Empresas que farão IPO em 2021

O mercado de IPO anda bastante aquecido no Brasil. Em 2020 foram totalizadas 27 ofertas primárias e 23 ofertas secundárias, sendo o maior número desde o ano de 2007. Esse aquecimento do mercado acompanha a entrada dos novos investidores na Bolsa de Valores.

Afinal, com as opções de Renda Fixa em desvantagem por conta da baixa na Selic que ocorreu em 2020, parte dos investidores começou a olhar a Renda Variável com bons olhos. E com isso ocorre a maior diversificação de ativos e o estímulo à entrada de novas empresas na B3.

Caso você ainda não saiba o que é IPO e como ele funciona, assista agora o nosso vídeo e entenda como ocorre a abertura de capital das empresas no Brasil.

Entenda o que é IPO, quais suas etapas e como participar.

Bom, para facilitar, separamos as principais empresas que estão na lista de espera para realizar suas Ofertas Públicas Iniciais por setores. Acompanhe:

Setor Alimentação

A empresa Rio Branco Alimentos, dona de marcas como Pif Paf e Fricasa, efetuou seu pedido de IPO em fevereiro de 2021 e aguarda a viabilização do mesmo.

Além disso, tivemos o pedido da Hortigil Hortifruti que é a maior varejista de hortifrutis do Brasil. Ela é responsável pela marca Natural da Terra e protocolou seu pedido em abril.

E por fim, a São Salvador Alimentos é outra empresa gigantesca que prepara seu IPO. Focada na produção de alimentos industrializados, ela possui bons indicadores comparados aos seus pares. Dona das marcas Super Frango e Boua, ela tem o objetivo de expandir sua planta industrial em Goiás.

Setor Telecomunicação

No setor de telecomunicação temos a Unifique, uma empresa com grande presença regional e que prepara seu IPO ainda em 2021. Ela detém uma boa quantia do market share de fibra óptica e banda larga no estado de Santa Catarina e pretende utilizar os recursos provenientes do IPO para expandir sua atuação no Sul do país.

A Desktop é outra empresa provedora de fibra óptica que também solicitou seu IPO nesse primeiro semestre. Ela oferece pacotes entre 100 e 500 GB em seu portfólio, e com valores acessíveis que vão de R$ 89,90 a R$ 124,00.

A Brisanet é a representante nordestina entre as empresas de telecomunicação que desejam efetuar seu IPO nesse ano. A provedora de internet cearense aguarda a aprovação da sua oferta. A empresa está bem consolidada no nordeste e atende centenas de cidades. 

Por fim, a Trocafone é uma varejista de celulares seminovos. Essa é uma das empresas mais jovens a pedir IPO. Fundada em 2014, a mesma afirma ter vendido mais de 1.4 milhões de celulares desde então. Ela possui quiosques em shoppings no Rio de Janeiro, São Paulo e Bahia, além de contar com serviços em grandes marketplaces como B2W e Amazon.

Setor de Habitação

A Nova Harmonia é uma empresa de bairros planejados da região centro oeste, com grande quantidade de empreendimentos em diversas cidades. Ela surgiu em 2020 com a fusão de outros dois grandes grupos do setor. 

Setor de Energia

Uma das maiores expectativas de IPO é a da gigante Raizen, A Raizen é uma sociedade entre a Cosan e a holandesa Shell e promete fazer um IPO na casa dos 10 bilhões de reais. A joint venture entre Cosan e Shell trabalha na distribuição de combustíveis e produção de açúcar e etanol e seu IPO deverá ser o maior da história da bolsa brasileira em volume financeiro.

A Rio Energy, por sua vez, é uma empresa focada em geração de energia sustentável com grandes parques eólicos nos estados do Ceará e Bahia.

Setor de Serviços

Armac é a representante do setor de locação de maquinários pesados. Fundada em São Paulo na década de 90, ela se destaca como a maior empresa do país de locação de escavadeiras hidráulicas, retroescavadeiras, tratores de esteira, entre outras máquinas pesadas. 

Já a CDF é uma empresa focada em qualidade de vida e também facilidades fornecendo suportes tecnológicos e serviços residenciais. 

A Smartfit é uma das maiores redes de academia do país e protocolou seu pedido de IPO em maio de 2021. Com uma das maiores estruturas em diversos estados, ela é uma academias que mais se destaca com faixa de preço acessível. Seu IPO está previsto para julho e pode movimentar até 2,5 bilhões de reais.

Setor de Infraestrutura

CNS Cimentos é outra empresa do grupo CNS, empresa essa fundada por Getúlio Vargas, a fazer seu IPO em breve. A CNS é uma das maiores players do setor e aguarda a aprovação do seu IPO. 

CBA Alumínio é uma das maiores empresas de alumínio da América Latina. Fundada em 1955, ela se destaca pela produção e distribuição de alumínio e seus derivados para os quatro cantos do planeta.

Uma das grandes empresas de infraestrutura nacionais que solicitou seu pedido de IPO foi a CONASA. Criada em 2007 em Londrina, no Paraná, a empresa atua em concessões públicas e também parcerias público-privadas regionais. Suas principais áreas são saneamento básico, tratamento de efluentes, energia e rodovias.

Setor de Saúde

O Laboratório Teuto é uma das farmacêuticas mais respeitadas do país e possui o maior parque farmacêutico da América Latina. Fundado em 1947, ele oferece diversos serviços relacionados à saúde e ao bem-estar da população.

Setor de Eletrônicos 

A Multilaser é uma das grandes empresas brasileiras de capital fechado que atua na venda e distribuição de eletrônicos. Fundada em 1987, ela atua fortemente na importação e distribuição de seus produtos a nível nacional. 

Setor de Investimentos

A InvestTech é uma gestora de capital que atua no investimento de empresas nacionais com grande possibilidade de crescimento. Possui grandes investimentos no setor de tecnologia em startups de alto crescimento.

Outra grata surpresa foi o pedido de IPO do Traders Club, uma plataforma exclusiva para traders. Ela busca levantar capital para investimento em marketing e expansão da marca e espera fazer uma captação de cerca de 700 milhões de Reais. Fundada em 2016, a ferramenta oferece serviços de inteligência de mercado, educação, capacitação e análise de fundamentos.

Empresas brasileiras que solicitaram a abertura capital no exterior em 2021

Tela de tablet mostrando índice da bolsa NASDAQ e celular ao lado mostrando índice da Dow Jones
Duas empresas brasileiras fizeram o pedido de IPO na bolsa NASDAQ

Além das empresas brasileiras que fizeram seu pedido de abertura de capital na B3, duas grandes empresas brasileiras solicitaram sua listagem na NASDAQ, uma das principais bolsas dos EUA.

A primeira é a Nubank, banco digital brasileiro que recebeu recentemente 500 milhões de dólares de investimento da Berkshire Hathaway, empresa de Warren Buffett. A previsão é que o IPO ocorra no final deste ano ou no início de 2022. 

A segunda empresa é o Pic Pay, a famosa fintech brasileira que funciona como uma carteira digital. A expectativa é que a oferta pública chegue a valores próximos de 8 bilhões de dólares.
Não deixe de acompanhar o andamento desses IPOs ao longo do ano e estudar a fundo cada empresa para fazer bons investimentos. Se você tem alguma dúvida sobre como funciona o mercado de ações e como investir nele, acesse esse artigo e descubra!

Compartilhe nas redes sociais. 

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Artigos relacionados