Categoria:

Conheça as principais Bolsas de Valores no Mundo

Compartilhe nas redes sociais
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Uma bolsa de valores é um mercado criado para a realização de transações de ações e outros produtos financeiros emitidos por empresas com capitais públicos, mistos ou privados em um determinado país, nesse texto nós vamos te apresentar as principais bolsas de valores no mundo. Como você já deve ter ouvido falar, todos os países possuem as suas próprias bolsas de valores.

No Brasil temos a B3, sigla para Brasil, Bolsa, Balcão. Ela foi fundada em 2017 com a fusão da Bolsa de Valores, Mercadorias e Futuros de São Paulo (BM&FBOVESPA) com a Central de Custódia e de Liquidação Financeira de Títulos (CETIP). Porém, a Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) remonta ao ano de 1890 e a Bolsa de Mercadorias e Futuros (BM&F) foi fundada em 1917.

As principais vantagens em investir em bolsas internacionais são a diversidade de produtos, visto que você tem a sua disposição empresas de todo o globo, e também a proteção da sua carteira à desvalorização do real.

Conheça agora as bolsas de valores do mundo e algumas de suas empresas listadas. Saiba ainda como investir nelas. Acompanhe!

Notas de dinheiro de diversas nacionalidades.
Diversificar seus investimentos é uma estratégia para proteger sua carteira.

Por que investir em bolsas de valores internacionais?

As Bolsas de Valores são os ambientes onde acontecem grande parte das negociações de ativos financeiros no mundo. Elas possuem um papel fundamental por oferecer um local com regras pré-estabelecidas para que os investidores possam comprar e vender, principalmente, ações.

A movimentação de uma Bolsa de Valores é concretizada através de índices que funcionam como um termômetro. Eles abarcam o valor médio de um determinado conjunto de ações, uma carteira teórica, que são ações de setores da economia ou que possuem alguma característica específica. 

Acompanhar os movimentos das bolsas de valores é muito importante, visto que eles medem o quão desenvolvido é o mercado de capitais de um país e, consequentemente, o quão a economia é desenvolvida e dinâmica.

As principais vantagens que você pode obter ao investir em bolsas internacionais são:

  • Maior oferta de ativos;
  • Maior liquidez;
  • Rentabilidade em moedas mais valorizadas em relação ao real;

Porém, antes de iniciar os investimentos no exterior você deve se atentar:

  • As taxas de corretagem;
  • Os custo para enviar e receber o dinheiro, chamado de remessa internacional;
  • A cobrança do IOF (Imposto sobre Operações Financeiras);
  • Imposto sobre herança;
  • A necessidade ter uma conta no exterior, em alguns casos;
  • Maior complexidade na declaração do Imposto de Renda.

Apesar dessas questões, investir em bolsas de valores pelo mundo continua sendo uma ótima opção de diversificação e exposição do seu capital ao dólar, por exemplo. O importante, nesse caso, é conhecer detalhadamente o processo, quais as taxas envolvidas e, dentro disso, fazer as melhores escolhas para você.

Quais as Bolsas mais conhecidas ao redor do mundo?

Como dito, todos os países possuem a sua própria Bolsa de Valores. Contudo, algumas são mais conhecidas devido a sua história consolidada e seus bons índices. Conheça as principais bolsas do mundo agora!

New York Stock Exchange (NYSE)

Ela é a bolsa de valores de Nova York – a maior do mundo – fundada no ano de 1817 em Manhattan, na famosa Wall Street. Seus principais índices são o S&P 500 e o Dow Jones Industrial Average.

Dentre as principais empresas listadas na NYSE estão a American Express, Boeing, Bank of America, Disney, Coca-Cola, além de diversos outros bancos, petrolíferas e  mineradoras.

Nasdaq Stock Market (Nasdaq)

A NASDAQ é a segunda principal bolsa de valores do mundo e foi fundada em 1971. É sediada em Nova York, na Broadway, e se diferencia por ter inovado nos sistemas de negociações eletrônico, se destacando das outras bolsas de valores mundiais.

Seus principais índices são o S&P 500 e o Nasdaq Composite e, justamente pela sua modernidade, ela atraiu a abertura de capital de empresas de tecnologia que são verdadeiras gigantes mundiais, como a Microsoft, Apple, Adobe, Amazon, Intel, Dell e Facebook.

Tokyo Stock Exchange (TSE)

A Bolsa de Tóquio é a terceira maior do mundo. Ela foi criada através da fusão de outras 10 bolsas de valores japonesas em 1943. Algumas das empresas que provavelmente você conhece e estão listadas na TSE são: Toyota, Honda, Mitsubishi e Sony.

Euronext

A Euronext é a maior bolsa de valores da Europa, formada em 2000 pela unificação das bolsas holandesa, belga e francesa. As companhias listadas na Euronext e que você conhece são o Banco Santander, Carrefour, Renault, Philips, entre outras.

Shangai Stock Exchange (SSE)

A Bolsa de Shanghai é a maior bolsa da China. Ela se diferencia das outras bolsas do mundo porque é controlada por um setor governamental, enquanto a maioria das bolsas do mundo são instituições privadas. Ela tem como as principais ações as da companhia Shanghai Electric Power, Petrochina, Agricultural Bank of China e Bank of China.

Caso você desconheça essas empresas estatais chinesas, saiba que segundo a lista de 2020 da Forbes elas estão dentre as 10 maiores empresas do mundo.

Placa da Avenida Wall Street em Nova York, onde fica a New York Stock Exchange.
A New York Stock Exchange, em Wall Street, é a maior bolsa do mundo.

Como investir em bolsas de valores estrangeiras?

Antes de mais nada, é preciso entender as formas de se expor ao mercado internacional. Você pode escolher investir de forma direta ou indireta nas ações estrangeiras.

Ao investir diretamente você escolherá pessoalmente a empresa que comprará ações. Isso requer maior conhecimento e tempo de estudo para analisar e acompanhar a ação. Caso você tenha interesse em investir dessa forma, poderá fazer diretamente no país em que deseja investir ou contar com os BDRs.

Os Brazilian Depositary Receipt (Certificado de Depósito Brasileiro) são recibos negociados na B3 que replicam o comportamento de ações de empresas estrangeiras.

Uma novidade sobre os BDRs é que até certo tempo atrás eles só eram acessíveis aos chamados investidores qualificados, ou seja, aqueles que possuíam mais de R$ 1 milhão investidos e declarados. Atualmente, pequenos investidores também podem comprar ações do exterior através da B3 com os BDRs.

Caso você opte por investir em ações internacionais de forma indireta, você pode recorrer a um fundo de investimento de gestão ativa ou gestão passiva – mais conhecido como ETF.

Os Exchange Traded Funds (ETFs) são fundos que buscam replicar índices de mercado, como o Ibovespa, por exemplo. Um dos ETFs mais conhecidos é o IVVB11, fundo que replica o índice S&P 500, que é composto por 500 empresas cotadas nas bolsas nos Estados Unidos, elaborado pela S&P. Dessa forma, você fica menos exposto ao risco por investir na oscilação do índice como um todo, composto por diversas empresas, e não em uma empresa específica.

Investindo em fundos de investimentos você delega a tarefa de escolher os melhores ativos a um gestor profissional especializado no assunto, o que é importante, já que a complexidade dos investimentos no exterior pode ser grande.

É importante avisar que não existe uma opção que seja a ideal para todos. Você deve avaliar o seu perfil de investidor e qual delas se enquadra melhor para você. Leve em consideração o seu tempo disponível para estudos e análises, capacidade financeira e quais são seus objetivos para então definir sua estratégia.

Recorra aos investimentos no exterior para diversificar e proteger sua carteira

Agora que você já conhece as bolsas de valores mais representativas do mercado financeiro, utilize essa informação para construir uma carteira diversificada e proteger seus investimentos.

Podemos perceber que há excelentes opções para aqueles investidores que desejam ter uma exposição internacional em sua carteira, de forma simples e sem precisar tirar o dinheiro do Brasil.

As modalidades de investimentos no exterior possuem características bastante diversas entre si, por isso, antes de decidir, estude e pesquise as opções e fique atento aos produtos financeiros que melhor atendem às suas necessidades. Além disso, fique alerta aos riscos, custos e ao retorno esperado do investimento.

Então, antes mesmo de iniciar seus investimentos nas melhores ações da bolsa de valores do Brasil e do mundo, conheça o seu perfil de investidor e leia esse guia de Como Investir na Bolsa de Valores.

Compartilhe nas redes sociais. 

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Artigos relacionados