IPO – O que é e como funciona

Compartilhe nas redes sociais
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Atualmente há várias empresas listadas nas bolsas do Brasil e do mundo, certo? Porém, qual é o procedimento para essas empresas tornarem o seu capital aberto? Você vai entender esse artigo como funciona a IPO, do inglês Initial Public Offering, e aprender como aproveitar as melhores oportunidades! 

Placa de loja escrito em inglês "Sim, estamos abertos".
Quando uma empresa faz uma oferta pública inicial suas ações ficam abertas ao público na Bolsa de Valores

Entenda como funciona a Oferta Pública Inicial

IPO é um tipo de oferta pública em que as ações de uma empresa são vendidas ao público em geral numa bolsa de valores pela primeira vez. Você talvez esteja se perguntando porque uma organização teria interesse em abrir seu capital. Bom, várias razões podem motivar essa ação, algumas delas são:

  • Entrar no mercado de capitais e receber mais investimentos;
  • Utilizar suas ações para outras transações, como a compra de outras empresas;
  • Ser avaliada pelo mercado através do Valuation;
  • Incentivar a consolidação da sua gestão através das adoção dos requisitos que as Bolsas de Valores estipulam;
  • Fortalecer a imagem da empresa.

Então, algumas empresas ao atingirem certo grau de amadurecimento decidem tornar suas informações públicas e ter novos acionistas. Com isso elas arrecadam recursos e aumentam sua credibilidade. Para abrir seu capital a empresa deve estar juridicamente constituída como “S/A”, ou seja, uma Sociedade Anônima.

Procedimento para uma empresa entrar na B3

Além disso, outros procedimentos burocráticos antecedem o IPO como a aprovação de no mínimo três anos de balanços auditados, aspectos fiscais, registro de companhia aberta junto à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) – entidade que regula o mercado de capitais, e até mesmo mudanças na estrutura societária da empresa.

A organização, ao solicitar sua listagem na B3, pode optar entre um dos cinco níveis: Nível 1, Nível 2, Novo Mercado, Bovespa Mais e Bovespa Mais Nível 2. Cada um deles tem exigências específicas quanto a governança corporativa, a estrutura societária e o tipo e quantidade de ações que podem emitir.

Depois, na etapa de roadshow a empresa é apresentada aos prováveis investidores, sejam brasileiros ou do estrangeiro. Eles conhecem o prospecto da empresa, documento com todas informações, perspectivas e riscos envolvidos na compra de ações desse negócio.

Quais os benefícios de participar de um IPO

As ofertas públicas iniciais podem ser uma oportunidade tanto para investidores de longo prazo quanto para os que estão interessados em obter ganhos rápidos.

As empresas que fazem um IPO geralmente não possuem um histórico tão longo no mercado e, por isso, comprar suas ações pensando no longo prazo demanda extensas análises. Caso a empresa se mostre sólida, essa pode ser uma ótima oportunidade de lucrar com o crescimento da empresa.

Os que investem pensando no curto prazo, vendendo as ações do IPO até mesmo no mesmo dia em que compram, podem ter ganhos expressivos. Afinal, as ações do IPO muitas vezes podem disparar em valor quando são vendidas pela primeira vez no mercado de ações, conferindo grande lucro aos acionistas.

De qualquer forma, para as duas estratégias há inúmeras oportunidades de IPOs. O mais importante é analisar profundamente o negócio que será listado e decidir se você pretende manter suas ações a longo prazo devido a perspectiva de crescimento dele ou se quer apenas “surfar na onda” da primeira valorização dessa empresa na bolsa.

Empresas na lista de espera para IPO na B3 segundo a CVM.
IPOs previstos para 2021 conforme o site da CVM

Como participar de um IPO

O IPO pode funcionar de duas formas, através das ofertas primárias ou secundárias. As primárias acontecem quando há a venda de novas ações e o capital obtido vai para o caixa das empresas. Já nas secundárias a venda é de ações existentes, geralmente devido a saída de um sócio ou diminuição da sua participação na empresa. Nesse caso, o dinheiro recebido com as vendas vai para o dono das ações vendidas.

Para participar desses momentos você deve ter uma conta em uma corretora. Aprenda nesse artigo como escolher a instituição mais adequada para você! Depois, é necessário checar nos sites da CVM, da B3 ou junto à sua corretora quais empresas farão uma oferta pública inicial nos próximos dias, semanas ou meses e acompanhar de perto esse procedimento.

Depois de decidir a empresa que você quer investir, faça com sua corretora o pedido de reserva. Envie a documentação necessária e informe o volume financeiro que gostaria de investir e a que valor das ações. Faça os pagamentos e acompanhe o pregão da B3!

Estudo e cautela são essenciais para todos investimentos

A abertura de capitais através da oferta pública inicial chamam muita atenção dos grandes investidores e do público comum devido a expectativa de valorização das ações. Apesar de trazer a oportunidade de grandes ganhos a curto e longo prazo, assim como qualquer investimento, a participação no IPO deve ser bem analisada.

Para isso, verifique cuidadosamente o prospecto da empresa, seu histórico e busque ajuda de profissionais certificados caso ache necessário. Baseie sua decisão em dados concretos para evitar perdas. Para conhecer melhor os procedimentos para investir na Bolsa de Valores brasileira acesse esse artigo e acabe com suas dúvidas!

Assista também o nosso vídeo sobre O que é IPO? e Quais serão os IPOs de 2021? no canal no Youtube do Bolsa de Dados!

Compartilhe nas redes sociais. 

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Artigos relacionados