Categoria:

O que são dividendos e como ganhar dinheiro com eles?

Compartilhe nas redes sociais
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Dividendos é um dos benefícios que você pode receber ao investir em ações na Bolsa de Valores. Algumas empresas pagam valores aos seus acionistas, ou seja, aqueles que possuem ações.

Por isso, investir em empresas que pagam dividendos tem sido uma das principais estratégias dos investidores ao longo do tempo. Quer entender por que tantos têm interesse em receber esses proventos?

Nesse artigo vamos te contar todos os detalhes dos dividendos e te ensinar na prática a montar uma carteira voltada para eles! Boa leitura!

homem com dedos em pilhas de moedas
Investindo em dividendos você passará a ter uma renda passiva

Afinal, o que são dividendos?

Basicamente, você pode ganhar dinheiro de duas formas investindo em ações na bolsa de valores: pela valorização da ação e pelo pagamento de dividendos. Os dividendos são a divisão de parte dos lucros líquidos entre os acionistas.

Ou seja, sendo o lucro líquido contabilizado, as empresas repassam uma porcentagem desse valor para quem possui ações que dão esse direito. Essa é uma das formas de ter uma renda passiva, assim como quem aluga um imóvel.

Para conhecer outros ativos de renda variável e aprender como diversificar seus investimentos, acesse o nosso Guia Completo da Renda Fixa e Variável.

Porém, não são todos os tipos de ações que pagam dividendos. No mercado há ações ordinárias e preferenciais. As ordinárias dão ao investidor direito ao voto nas assembleias, mas não permite o recebimento de dividendos. Já as preferenciais permitem o recebimento de dividendos, mas não concedem direito ao voto.

Contudo, caso a empresa fique por três anos consecutivos sem realizar o pagamento dos dividendos, que possui ações preferenciais passam a ter direito ao voto nas assembleias. Por sinal, vale mencionar que a empresa decide qual a porcentagem dos seus lucros serão pagos em dividendos. Muitas optam pelo padrão de 25%, mas essa é uma escolha livre, a menos que não seja mencionada no estatuto social da companhia. Nesse caso, a lei obriga que ela distribua 50% do lucro líquido após ajustes.

Por que as empresas pagam dividendos?

As empresas possuem, basicamente, quatro possíveis fins para os lucros. Elas podem reinvestir no negócio através do aumento da estrutura, por exemplo. Pode também recomprar suas próprias ações, diminuindo a quantidade delas no mercado e aumentando o LPA (Lucro Por Ação). Há ainda a opção de comprar outras empresas e, por fim, pagar dividendos aos seus acionistas.

As empresas, no Brasil, são obrigadas a dividir parte do lucro líquido com seus sócios e acionistas de acordo com a Lei das S/As (lei nº 6.404, de 1976). Porém, como dito, a lei não define qual a porcentagem do lucro será paga em dividendos. E essa escolha depende muito do momento que a empresa vive e dos seus objetivos.

Empresas novas no mercado costumam investir maior parte do seu lucro no próprio negócio, a fim de expandir as operações e concretizar sua importância no mercado. Geralmente, as maiores pagadoras de dividendos são empresas maduras e que têm lucros estáveis. Assim, elas não possuem tanto espaço para crescimento, pois já representam grande parcela dos seus respectivos setores.

Por isso, elas distribuem aos seus acionistas, incentivando-os a continuar com suas ações e, até mesmo, comprar mais. Então, além da regulamentação que obriga o pagamento de dividendos, as ações utilizam esse benefício como incentivo para a compra e manutenção das suas ações.

O que saber antes de comprar sua ação pagadora de dividendos

Antes de escolher qual empresa investir para receber dividendos, é importante conhecer algumas informações básicas sobre esse pagamento. Há diversas formas de receber os dividendos e algumas datas relevantes para se observar. Entenda:

Quais são os tipos?

O pagamento de dividendos pode ocorrer de várias formas diferentes. São elas:

  • Bonificação com ações: o pagamento de ações é dado na forma de ações da empresa.
  • Juros sobre Capital Próprio (JCP): é um pagamento que diminui os impostos para as empresas, mas retém 15% de IR dos investidores que recebem.
  • Em dinheiro: é o mais comum e é recebido direto na conta da sua corretora.
  • Direitos de subscrição: é o direito de preferência de compra de papéis em uma eventual nova rodada de emissão de ações.
  • Dividendos especiais: são bônus pagos quando há um lucro maior que o esperado.

Informações importantes

Algumas informações sobre o pagamento de dividendos são fornecidas pela empresa e é muito importante estar atenta a elas. As principais informações são:

  • Data de Declaração; é quando o Conselho de Administração da companhia anuncia que será feito o pagamento de dividendos, assim como a proporção, a data-ex e a data de pagamento.
  • Data Ex ou data ex-dividendos: data limite para a compra do papel que garante o recebimento dos próximos dividendos.
  • Data do pagamento: cada empresa decide a periodicidade do pagamento de dividendos, ou seja, se será trimestral, semestral ou anual.

Agora que você já sabe quais são os tipos de dividendos e suas datas importantes, descubra como escolher as melhores ações pagadoras de dividendos.

Homem colocando moeda em pequenas pilhas de moedas representando o recebimento de dividendos
É essencial se planejar e conhecer bem as empresas que você quer investir

Como montar uma carteira de dividendos?

O primeiro passo para montar uma carteira de dividendos é escolher empresas consolidadas e que tenham um histórico concreto de pagamento de dividendos. Escolha também empresas de diferentes setores. Assim, o risco de uma crise em um setor específico abalar toda sua carteira é menor.

Além disso, escolher empresas diferentes permite que você receba dividendos em datas variadas ao longo do ano. Geralmente, os investidores que optam por fazer uma carteira de dividendos estão pensando no longo prazo, como a formação de uma renda passiva para a aposentadoria, por exemplo.

Além de analisar os números da empresa e conhecer a sua governança, um indicador utilizado para avaliar os dividendos é o dividend yield. Ele mede a rentabilidade do dividendo da empresa, relacionando-o com o valor da ação. É calculado da seguinte forma:

Dividend yield = Dividendos pagos por ação / Cotação da ação x 100

Em geral, quanto maior o percentual, melhor a relação de custo-benefício para a compra da ação. Contudo, é essencial analisar outros números da empresa, visto que apenas o pagamento alto de dividendos não garante que esse benefício permanecerá com o tempo. Analise a capacidade de geração de lucro futura, assim como o próprio preço da ação.

Para quem deseja construir uma carteira de dividendos sólida, o ideal é escolher reinvestir os valores recebidos dos dividendos, aumentando, assim, o valor recebido em cada rodada. Afinal, conforme vimos no exemplo, para receber um montante de dinheiro é preciso ter uma quantidade considerável de ações.

Atualmente, as melhores pagadoras de dividendos do Brasil são as empresas dos setores bancário; de energia; e recursos naturais como minérios e madeira. Segundo Luiz Barsi, o maior investidor pessoa física do Brasil, os melhores setores para montar sua carteira de dividendos são bancos, energia, saneamento, seguros e telecomunicações.

Esses são, segundo ele, setores perenes, que têm se provado no tempo e mantido sua estabilidade no pagamento de dividendos. Barsi é um grande defensor das carteiras de dividendos, que ele chama de carteira previdenciária, visto que possui objetivos a longo prazo e voltadas para a aposentadoria.

Ficou com alguma dúvida sobre dividendos? Leia nossa lista de perguntas e respostas:

Dúvidas frequentes sobre dividendos

O que são dividendos?

São os recebimentos que investidores de algumas ações recebem devido à divisão de parte do lucro líquido da empresa.

Como as empresas pagam dividendos?

Pagam por meio de dinheiro, ações, Juros sobre Capital Próprio, direitos de subscrição e dividendos especiais.

Como saber quando ocorrerá o pagamento do dividendo?

Leia o estatuto social da companhia para conhecer todas as datas e acompanhe também uma agenda de dividendos.

Como calcular dividendos?

O valor a ser recebido é proporcional à quantidade de ações que o investidor possui da empresa em questão. Por exemplo, supondo que a empresa X pague R$ 0,50 de dividendos por ação. Se você tiver 20 ações dessa empresa, receberá R$ 10,00, e assim sucessivamente.

O que é dividend yield?

É o rendimento do dividendo, medido pela rentabilidade dos dividendos de uma empresa em relação ao preço das suas ações.

O que é uma carteira de dividendos?

É um carteira de ações de boas pagadoras de dividendos de variados setores. Utiliza a diversidade para garantir pagamentos regulares e em datas variadas.

O que é uma agenda de dividendos?

Como as empresas pagam dividendos em datas diferentes, uma agenda de dividendos organiza os próximos lançamentos das empresas, assim como as próximas data-ex. Acesse nosso artigo e saiba a agenda de dividendos de agosto e onde encontrar as próximas datas.

Quais os custos e tributos dos dividendos?

O único dividendos que é tributado é o JCP, o Juros sobre Capital Próprio. Porém, é preciso atentar-se às taxas relacionadas à compra da ação, como a taxa de corretagem e a taxa de custódia. Além disso, caso a venda das suas ações, sejam de pagadores de dividendos ou não, ultrapassem os R$ 20 mil mensais, é cobrado 15% de Imposto de Renda sobre o lucro.

Entenda nesse vídeo as mudanças propostas pela Reforma

Passo a passo para investir em dividendos

O processo para investir em ações pagadoras de dividendos é igual ao de qualquer outra ação. A única diferença está na análise que você fará para decidir as melhores empresas para esse fim. Para investir em dividendos você deve:

  1. Abrir uma conta de uma corretora. Para isso, leia nosso artigo sobre como escolher a corretora ideal para você.
  2. Escolher cuidadosamente qual ação você deseja comprar. Para isso, leia os artigos do nosso blog e mantenha-se informado.
  3. Transferir para sua conta da corretora o valor que deseja investir nessas ações.
  4. Realizar a compra das suas ações.
  5. Acompanhar periodicamente o desempenho da empresa e dos seus papéis.

O passo final para investir em dividendos e ser bem sucedido é ter paciência. Afinal, como vimos, essa é uma estratégia que traz resultados ao longo do tempo, conforme você vai reinvestindo os valores recebidos e aumentando ainda mais os pagamentos. Por isso a escolha das empresas é tão importante. Conhecer os fundamentos da companhia e acompanhá-la te ajudará a saber se deverá, ou não, continuar investindo nela.

Faça sábias escolhas e mantenha seus aportes regulares. Com o tempo você verá os frutos desses investimentos!

Compartilhe nas redes sociais. 

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Artigos relacionados