Categoria:

Taxa Selic acumulada: porque é necessário acompanhá-la?

Compartilhe nas redes sociais
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Muito se fala sobre a taxa Selic, ou taxa básica de juros, mas você conhece a importância da taxa Selic acumulada? Compreenda nesse artigo o que é a Selic acumulada, onde encontrá-la e o que ela representa.

Taxa Selic

Diferença entre taxa Selic meta e taxa Selic acumulada

Antes de tudo, caso você ainda não saiba o que é a taxa Selic e como ela afeta a sua vida financeira, acesse agora esse artigo e descubra!

A taxa Selic que costuma ser divulgada nos noticiários é a taxa Selic meta, ou seja, a meta criada pelo Copom para a taxa naquele período. Essa determinação é feita com base no cenário econômico do momento, onde o Copom decide por aumentar ou diminuir a taxa Selic para manter um equilíbrio monetário e cambial do país.

Essa taxa, chamada de taxa básica de juros da economia brasileira, impacta nos juros de financiamentos e empréstimos, no preço de produtos e serviços e até mesmo na valorização, ou desvalorização, da moeda.

Ao longo do ano, mês a mês, a taxa Selic varia, afetando as outras taxas da economia brasileira. Essa variação representa a taxa de juros real utilizada nas transações que, apesar de se basearem na Selic meta, podem ser diferentes delas. Essa diferença é devido aos juros cobrados nos empréstimos que acontecem diariamente entre os bancos.

Assim, enquanto a Taxa Selic meta apresenta um valor artificial e determinado, a Taxa Selic over, ou efetiva, diz respeito ao valor que está sendo, de fato, praticado.

A Selic acumulada é, então, o acumulado dessas taxas mensais reais, ao longo do ano. Acompanhar esse acúmulo é fundamental para entender como seus investimentos estão, na prática, sendo afetados pela Selic.

Afinal, de nada adianta direcionar seus investimentos baseado numa meta se ela não estiver sendo efetivamente cumprida. Então, entenda nesse artigo como descobrir a taxa Selic acumulada e usá-la ao seu favor!

Relevância da Selic acumulada para os investimentos

Como vimos, a taxa Selic meta é uma projeção feita pelo BC, que pode ou não se concretizar. Ela é definida para balizar os rumos da economia, regulando a inflação, e afeta todas as taxas de juros do país. 

Em relação aos investimentos, alguns títulos do Tesouro Direto, por exemplo, têm a sua rentabilidade diretamente associada ao índice da taxa Selic. Porém, todos os investimentos sofrem com a influência das variações da Selic, mesmo que indiretamente. 

Sobre os títulos de renda fixa atrelados à taxa Selic, como o Tesouro Selic e a Poupança, quando a taxa básica de juros está em alta, a rentabilidade cresce. Quando ela está em baixa, como têm ocorrido ao longo dos últimos anos, os rendimentos diminuem.

Para entender como investir no Tesouro Direto e todas suas vantagens, acesse nosso artigo.

O mesmo movimento ocorre com os investimentos em renda fixa indexados ao Certificado de Depósito Interbancário, o CDI, taxa que acompanha o valor da Selic. Alguns dos investimentos que utilizam o CDI como indexador são LCI/LCA, LC, CDBs, CRI/CRA e Debêntures.

Já o IPCA, índice que mede a inflação, e também é utilizado como indexador de investimentos, também sofre interferência da taxa Selic, mas de maneira reversa. Como a Selic é utilizada para conter a inflação, quando a taxa é elevada, a consequência lógica é que o IPCA desça, diminuindo a rentabilidade dos investimentos associados a ele.

A grande questão, muitas vezes ignorada, é que esses movimentos de aumento ou diminuição na rentabilidade ocorrem com base na taxa Selic real, que é acumulada mensalmente.

Assim, para ter um panorama a longo prazo dos seus investimentos, você deve acessar a página do Banco Central e inserir as datas desejadas para conhecer a taxa Selic acumulada. 

Está é uma ferramenta pouco conhecida dos brasileiros, sendo assim não deixe de consumir a mesma. 

Outra informação importante que você pode obter no site do BC é a taxa Selic acumulada do mês atual.

A Selic acumulada na história

A taxa Selic no seu primeiro ano, em 1999, foi de 23,02% aa – um valor bem distante da realidade atual. Ao longo dos anos, tivemos os seguintes valores da taxa Selic acumulada:

Taxa Selic Acumulada por ano.
Criado por Bolsa de Dados

Observe que, mesmo que a taxa Selic meta tenha se mantido estável em 2% de agosto de 2020 a janeiro de 2021, a taxa Selic acumulada de 2020 foi 2,74%, muito próxima da atual de 3,5%. Ou seja com uma SELIC baixa sua rentabilidade da poupança e também de diversos títulos de renda fixa rendem bem menos do que no ínicio do século.

Quando paramos para analisar os números, percebemos variações intensas entre os anos. Essa é uma prova concreta de como os diferentes momentos econômicos e políticos do nosso país afetam a taxa Selic e, consequentemente, os investimentos.

Selic acumulada em 2021

A taxa Selic atual é de 3,5%. Isso significa que na reunião de maio de 2021 o Copom decidiu que esse deveria ser o objetivo do percentual de juros da taxa básica brasileira. 

Contudo, as taxas Selic mensais até agora foram: 0,15%, 0,13% , 0,20% e 0,21% totalizando um acumulado de 0,69%. A tendência para a próxima reunião é que o Copom aumente ainda mais a taxa Selic. Será que o acumulado anual será próximo ao valor estipulado pelo Copom?

É possível ganhar mais do que a Selic?

Muitos investidores se perguntam se é possível ter uma rentabilidade maior que a taxa Selic. Já adianto que sim, é possível!

Porém, deve-se levar em conta que os títulos públicos, atrelados à Selic, são considerados as opções de menor risco do mercado financeiro.

Então, você pode buscar outros investimentos de renda variável, como ações e fundos de investimentos, que poderão te proporcionar uma rentabilidade, às vezes, muito maior que os títulos públicos. Mas nunca deixe de considerar a relação lucro e risco, para fazer escolhas sábias.

Para alguns fins, como a reserva de emergência, por exemplo, é essencial que o investimento seja seguro. Assim, apesar da taxa Selic estar baixa em relação a outros momentos da economia brasileira, o Tesouro Selic continua sendo a melhor opção para construir sua reserva.

Acesse esse artigo e aprenda a montar sua reserva. Esse é, com certeza, o primeiro passo para sua jornada de investimentos!

Compartilhe nas redes sociais. 

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Artigos relacionados